Uma previsão cumprida por vias tortas

Um ferreiro encomendou o horóscopo de seu filho. O astrólogo, depois de examinar os aspectos planetários, concluiu que o filho estava ameaçado de morrer aos quinze anos pela queda de um raio. E apontou o mês, o dia e a hora em que o evento aconteceria, mas acrescentou que uma gaiola de ferro salvaria a vida do jovem.

Quando a data chegou, o pai se perguntou como uma gaiola poderia salvar o seu filho; imaginou que o sentido da predição era encerrar o menino numa gaiola de ferro bem fechada nesse dia. Ele se pôs a trabalhar, construindo-a sem comentar isso com ninguém. O momento chegou. Uma nuvem negra começou a se formar no céu e justificou a certeza da predição. O homem chamou o filho e anunciou-lhe que a sua estrela o condenava a morrer por um raio, pouco antes do meio-dia, se não tivesse encontrado um meio de afastá-lo dessa fatalidade; e pediu-lhe que entrasse na gaiola.

O filho, um pouco mais instruído que o pai, concluiu que longe de protegê-lo do raio, essa gaiola não serviria para nada a não ser atraí-lo. E se obstinou a ficar no seu quarto, onde se pôs a rezar. As nuvens se acumularam no céu, o tempo fechou, desabou uma grande tempestade e um raio caiu sobre a gaiola, reduzindo-a a um monte de ferro retorcido. Surpreso, o ferreiro agradeceu ao céu por ter feito o seu filho desobediente e ver, sobretudo, a predição cumprida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.