PÍLULAS

  • O Imperador Frederico Barbaroxa, quando estava a ponto de abandonar Vincence, que acabara de conquistar, desafiou um famoso astrólogo a adivinhar por qual porta ele sairia da cidade. O charlatão respondeu ao desafio enviando ao soberano um bilhete lacrado, e recomendou-lhe que o abrisse somente depois de sua partida. Durante a noite, o imperador mandou que abrisse uma brecha na muralha e saiu por ela. Em seguida, abriu o bilhete e ficou surpreso ao ler estas palavras: “O imperador sairá pela porta nova”. Isso foi o suficiente para que o astrólogo e a astrologia lhe parecessem infinitamente respeitáveis…
  • Um homem, condenado pelos astros ao nascer a ser morto por um cavalo, passou a vida evitando chegar perto desse animal. Um dia, caminhando numa rua, uma placa caiu sobre a sua cabeça e o matou. Era a placa de uma estalagem, com o desenho de um corcel negro…
  • Uma dama pediu a um astrólogo que adivinhasse o tormento que lhe agitava a alma. Depois de perguntar o mês, o ano, a hora e o local do seu nascimento, o astrólogo levantou o seu horóscopo. Mas lhe disse muitas coisas que não fizeram qualquer sentido para ela. Terminada a consulta, a dama pagou-o com uma moeda de quinze sous.

– Madame, disse-lhe o astrólogo, eu descobri também pelo seu horóscopo que a senhora não é rica.
– É verdade.
– Madame,
continuou ele, considerando novamente os aspectos dos astros, não perdeu nada?
– Perdi sim, ela respondeu-lhe, perdi a moeda que acabei de lhe dar.

  • Darah, um dos quatro filhos do grão-mogol Schah-Gehan, tinha muita fé nas predições dos astrólogos. Um desses sábios, arriscando-se a perder a própria cabeça, garantiu-lhe que ele se tornaria rei. Um de seus amigos, admirado com sua ousadia em prever um evento tão incerto, arriscando a própria vida, perguntou-lhe se ele não tinha medo que a previsão desse errado. O astrólogo respondeu: “Acontecerá uma coisa ou outra: se ele chegar ao trono, minha fortuna estará garantida; se ele fracassar, com certeza será morto e sua vingança não poderá me alcançar”.
  • Quando adoeceu, Hegiage, general árabe sob o califa Valid, consultou um astrólogo que lhe predisse a morte próxima. –Eu confio tanto no seu talento, respondeu-lhe o general, que desejo vê-lo do outro lado quando chegar lá, para que possa me servir. Por isso, vou mandá-lo para o além agora mesmo! –E mandou cortar-lhe a cabeça, ainda que não tivesse transcorrido o prazo determinado pelos astros para que sua vida chegasse ao fim.
  • O imperador português D. Manuel, que também tinha a pretensão de conhecer a ciência dos astros, mandou para o mar, sob a fé na astrologia, uma frota de navios que deveria conseguir maravilhas, mas ela foi derrotada, destruída e afundou…
  • Henrique VII, rei da Inglaterra, perguntou certa vez a um astrólogo se ele sabia onde o rei passaria o natal. O astrólogo respondeu-lhe que não tinha ideia. – Então eu sou mais hábil do que você, respondeu-lhe o rei, pois eu sei que você o passará na Torre de Londres. E o mandou para lá no mesmo instante. Há de se reconhecer que isso foi por um mau motivo…
  • Um astrólogo, diante de Jean Gáleas, duque de Milão, disse-lhe:

– Senhor, termine logo seus negócios, pois não viverá muito tempo.
– Como você sabe? – perguntou-lhe o duque.
– Pela ciência dos astros.
– E você? Quanto tempo viverá?
– Minha estrela me promete uma vida longa
– respondeu o astrólogo..
– É mesmo? Você verá como é bom se fiar tanto nas estrelas… – E mandou enforcá-lo imediatamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.